Tag: Publishers Market Place

1

Brazilian rights to Robert Verkaik’s JIHADI JOHN, to Clarissa Melo at Harper Brazil, by Lara Berruezo at Villas-Boas & Moss Literary Agency on behalf of Oneworld.

Saiu no último Publishers Market Place a venda dos direitos de JIHADI JOHN, de Robert Verkaik, para a Harper Collins Brasil. É a primeira venda de direitos de um livro do catálogo da OneWorld, a charmosa e quentíssima editora britânica, vencedora dos últimos prêmios Booker, que a VB&M representa para o Brasil. É também o primeiro contrato da agência com a HC, uma negociação com a agilíssima editora Clarissa Melo. Outros direitos de tradução de JIHADI JOHN, que vai virar minissérie da BBC, foram para editoras na Holanda, Japão e Finlândia.

images

A capa do livro pela OneWorld

JIHADI JOHN é relato de grandes revelações. Sua proposta é responder à pergunta que o mundo fez no ano passado: quem é o monstro jihadista do Estado Islâmico que aparece em vídeos decapitando prisioneiros da organização terrorista? O perfeito sotaque britânico não deixava dúvidas de onde ele teria vivido até ir para o Oriente Médio engrossar as fileiras do EI.

headlineimage-adapt-1460-high-jihadi_john_111315-1447437569127

Uma das últimas fotos de Jihadi John

Pois o jornalista Robert Verkaik (colaborador freelance do Sunday Telegraph, Sunday Times, Mail on Sunday, Daily Mail e The Independent) fez a única entrevista que se conhece com Jihadi John e revela neste livro como Mohammed Emwazi, um jovem londrino de 26 anos, até então gentil e educado, tornou-se o maior chefe de execuções do Estado Islâmico. Ainda em 2010, Emwazi deu uma entrevista a Robert Verkaik dizendo que o serviço secreto britânico, o MI5, estava destruindo sua vida. Ele queria que sua história fosse contada para conseguir apoio público e para que os serviços de segurança o deixassem em paz.

A investigação de Verkaik busca dissipar o mistério em torno do poder do Estado Islâmico de transformar as pessoas: o que levou um jovem muçulmano ir até e o jornalista para pedir ajuda? Por que ele acabou aderindo ao EI? Escrevendo no dia seguinte ao horripilante, mas não exatamente surpreendente, ataque do Estado Islâmico em um mercado de Berlim, sinto a urgência enorme desse livro. Grande tacada da Harper Collins-Brasil.

4

Imaginar que se está sentado tomando um cafezinho e conversando com algum grande gênio do passado não é exclusividade da minha cabeça imaginativa. Foi a partir dessa ideia que o jornalista francês Louis Bériot escreveu UM CAFÉ COM VOLTAIRE: Conversas com as grandes mentes de seu tempo, minha tradução livre do título publicado recentemente em Paris pela Allary, Un café avec Voltaire: Conversations avec les grands esprits de son temps.

coffee-with-voltaire

A crítica francesa confirma: o livro é delicioso de ler e nos envolve completamente. Beriot faz um misto de biografia, ensaio e romance histórico, convidando-nos a um passeio pelo Iluminismo, etapa filosófica crucial para a humanidade, com debates sobre o poder, a religião, o fanatismo e a intolerância. Tirando proveito do passeio, ele nos apresenta a outros grandes nomes da época como Newton, Montesquieu, Diderot e Rousseau, este em suas disputas com Voltaire. A pesquisa do Beriot baseou-se principalmente nas trocas epistolares desses dois gênios do Iluminismo francês. Além dos fatos históricos em si, uma pitada de criatividade por parte do autor faz o livro parecer mais leve, como uma conversa entre dois amigos.

A boa notícia é que em breve teremos UM CAFÉ COM VOLTAIRE no Brasil, publicado pela Autêntica. A negociação, conduzida pela VBM em nome de Marleen Seegers, da 2-Seas, e da Allary, foi anunciada ontem na Publishers Market Place (imagem abaixo). Nós, que somos fãs do trabalho da Autêntica assim como da Allary, acreditamos que o trabalho de Beriot vai pegar no Brasil. Quero muito lê-lo mais fluentemente em português, degustando um fumegante café da tarde.

captura-tela