Tag: MERCADORES DE GENTE

O Publishers MarketPlace noticiou esta semana a venda de MERCADORES DE GENTE, último livro de Loretta Napolioni, para a Ítaca, em Portugal. Isabel Castro e Silva, que fundou a editora e cuida sozinha da bela lista que vem construindo, já publicou A FÊNIX ISLAMISTA, livro anterior de Loretta, com grande sucesso na terrinha. Além de excelente literatura adulta e livros infantis de altíssima qualidade, ela vem focando em obras que questionem e dialoguem com a atual e ainda seríssima crise dos refugiados que vive a Europa.

merchants-of-men

Em Berlim, de onde escrevo, tenho acompanhado de perto o desenrolar da situação. E é triste. Além do drama inicial da fuga, da perigosa travessia para a Europa e dos imensos obstáculos enfrentados na chegada, há um momento posterior de adaptação a um novo país, uma nova cultura, uma nova língua, combinados a uma espera longa, dura, e a uma esperança profunda de que a vida volte a andar no trilho, qualquer que seja ele. Esse pensamento me assalta por aqui a toda hora, nessa cidade à parte da Alemanha, habitada por estrangeiros de dentro e fora do país que é a capital alemã, e me põe a refletir sobre a importância de se pensar e falar sobre o assunto. Em tempos sombrios como os que vivemos, em que a intolerância parece se disseminar como praga, precisamos pensar sobre o outro. Sobre nós e sobre os outros. Tirar os olhos de nossos próprios umbigos e nos colocar no lugar do outro. O egoísmo e o desrespeito humanos são estarrecedores…

E é por isso que livros como os de Loretta Napolioni são importantes. Com linguagem acessível, ambos A FÊNIX ISLÂMICA/ISLAMISTA e MERCADORES DE GENTE dão ao leitor um panorama didático sobre a profunda crise humana que vivemos. Porque muito além de europeia, a crise dos refugiados é sintoma de uma doença da espécie, que vemos em metástase por todo o planeta. Enquanto A FÊNIX ISLÂMICA/ISLAMISTA dá o beabá do surgimento do Estado Islâmico, MERCADORES DE GENTE relata a cruel realidade da bilionária indústria do sequestro e tráfico de pessoas desenvolvida e explorada por grupos europeus em parceria a jihadistas no Oriente Médio.

No Brasil, MERCADORES DE GENTE está chegando às livrarias pelas mãos de Ana Paula Costa, na Bertrand, editora responsável também pela edição brasileira da FÊNIX. Recebemos as provas de capa e miolo recentemente e podemos garantir que o trabalho está impecável.

captura-de-tela-2016-11-11-as-13-43-13

Cumprida a missão da venda, ficamos na expectativa dos lançamentos. Que os livros tão cuidadosamente trabalhados possam chegar a seus leitores e neles despertar as reflexões e questionamentos que nos suscitaram. Afinal, essa é, também, mais uma das funções da literatura lato sensu.