Tag: José Roberto Walker

Excelente a matéria na revista Época sobre NEVE NA MANHÃ DE SÃO PAULO, de José Roberto Walker. Não há dúvida de que a recepção da mídia ao romance de não-ficção de José Roberto tem sido uma das mais calorosas nos últimos tempos.

Pudera: o livro é uma leitura magnífica, envolvente, tocante como reflexão sobre a mentalidade patriarcal do brasileiro. Uma história de amor trágico provocado pelo ciúme e sentimento de posse de um escritor em seus quase 30 anos, já muito vivido, em relação a uma jovenzinha encantadora e brilhante, Maria de Lourdes, a Daisy, ou Miss Cyclone. Baseada numa pesquisa profunda e detalhada, a narrativa é também um hino de amor a São Paulo.

Epoca 1 Epoca 2

Um luxo abrir a semana com a matéria de ontem no caderno Aliás, do Estadão, sobre NEVE NA MANHÃ DE SÃO PAULO, de José Roberto Walker. Uma página bonita, bem diagramada, um texto bem escrito e abrangente, “O covil de Oswald” vai ao âmago da discussão sobre o modernismo e as transformações na cidade que permitiram o surgimento de uma jovem como Maria de Lourdes Castro, a Daisy, ou Miss Cyclone. Pena só que conte o fim da história, que é factual, mas conhecida por pouca gente e, no livro, tratada com suspense. Conhecendo-se ou não o triste fim do caso de amor entre Oswald de Andrade e Miss Cyclone, é muito gratificante ler a narrativa de Walker revelando vividamente o momento da virada de São Paulo de pequena cidade do interior, no fim de mundo que era o Brasil, para grande metrópole do continente.

O Estado de S. Paulo 11-06-2017_A1_corte O Estado de S. Paulo 11-06-2017_E2_corte

José Roberto Walker, publicitário craque, fez um booktrailer lindo de morrer para o seu NEVE NA MANHÃ DE SÃO PAULO, romance biográfico que conta o caso trágico entre o modernista Oswald de Andrade e a normalista Daisy, feminista avan la lettre, amor que teve início numa manhã nevada em São Paulo, precisamente um século atrás. O livro reflete também o caso de amor eterno e infinito do autor com sua cidade.

14248_gg

 

Chega dia 29 a todas as livrarias, com noite de autógrafos marcada para 20 de junho na Cultura da Paulista, um dos grandes lançamentos de 2017: NEVE NA MANHÃ DE SÃO PAULO, de José Roberto Walker, pela Companhia das Letras.

Comoventemente belo, conta a história trágica e real do caso amoroso do escritor Oswald de Andrade com uma jovem e brilhante normalista, 17 anos!, a Daisy, Miss Cyclone, única moça a frequentar a notória garçonnière dos modernistas. Além de Oswald, Miss Cyclone e toda aquela magnífica geração literária do modernismo, é personagem importante da narrativa, passada essencialmente em 1917/18, a cidade de São Paulo no exato momento de transição de burgo do interior para metrópole.

Uma declaração de amor à cidade da parte de José Roberto Walker, publicitário, produtor cultural, historiador, diretor da TV-Cultura, mas acima de tudo um erudito apaixonado da história paulistana.