Tag: JANTAR SECRETO

Há alguns dias saiu na coluna Gente Boa nota ótima sobre JANTAR SECRETO, de Raphael Montes, cujos direitos de cinema foram contratados por Rodrigo Teixeira. RT planeja toda a produção do filme nos EUA.

Só tem um erro importante de ser corrigido. Os direitos de adaptação O VILAREJO, a fantasia gótica do Raphael, baseada nos pecados capitais e publicada pela Suma, foram para a Dogs Can Fly, de Alexandre Grynberg. Alê, que está preparando uma série de TV, também encontra-se em fase de criação do roteiro.

62846320_sc_exclusivo_rio_de_janeiro_rj_21-11-2016_perfil_do_colunista_raphael_montes_-_o_colunista

Livro de Raphael Montes terá versão para o cinema produzida nos Estados Unidos

A versão cinematográfica de “Jantar secreto”, livro de Raphael Montes que teve os direitos comprados pelo produtor de cinema Rodrigo Teixeira, será toda realizada nos Estados Unidos — da produção às locações, passando pelos atores. “Estamos na fase de desenvolvimento do roteiro”, conta Rodrigo, que também comprou os direitos de “Suicidas” e “O vilarejo”, duas outras obras de Montes.

http://blogs.oglobo.globo.com/gente-boa/post/livro-de-raphael-montes-tera-versao-para-o-cinema-produzida-nos-estados-unidos.html

Foi legal para a VB&M. MACHADO, de Silviano Santiago, foi capa do Segundo Caderno do Globo.

http://oglobo.globo.com/cultura/livros/em-novo-livro-silviano-santiago-narra-ultimos-anos-de-machado-de-assis-20618575

Dentro do caderno, Nelson Mota consagrou JANTAR SECRETO, de Raphael Montes, em sua coluna.

http://oglobo.globo.com/opiniao/quem-come-quem-20614308

No sábado do New York Times, o suplemento de artes trouxe matéria de capa sobre BLITZED: DRUGS IN NAZI GERMANY, de Norman Ohler, um livro originalmente alemão que vai sair em abril nos EUA, pela Houghton Mifflin Harcourt.

photo

header

Acontece até que a HMH é nossa cliente para o Brasil, mas na verdade representamos essa sensacional reportagem histórica para a alemã Kiwi, e o livro vai sair para a gente pela Planeta também em 2017, uma aquisição de Cassiano Machado e Aída Veiga. Ohler pesquisou durante cinco anos para provar que Hitler drogou suas tropas sistematicamente visando ao sucesso no campo de batalha.