Tag: Contexto

IMG_2101

No especial da Veja sobre os 100 anos da Revolução Soviética, a matéria “O que faltava na estante”, com a lista de lançamentos sobre o tema, infelizmente ignorou o excelente DO CZARISMO AO COMUNISMO, de Marcel Novaes, publicado pela Três Estrelas, que já recebeu várias críticas consagradoras. De títulos representados pela VBM para o mercado brasileiro, compareceram na revista A VERDADE SOBRE A TRAGÉDIA DOS ROMANOV, de Marc Ferro, e HISTÓRIA DA GUERRA CIVIL RUSSA, de Jean-Jacques Marie.

Já na vitrine da Livraria da Travessa, em Ipanema, toda dedicada a esse tema, o livro de Marcel figura bonito, assim como o estudo de Marie sobre a guerra civil, que entre 1917 e 1922 matou cerca de 4,5 milhões de pessoas entre combatentes e civis.

IMG_2098

IMG_2097

Brazilian rights to Guillaume Zeller’s LA BARAQUE DES PRETRES, to Luciana Pinski at Contexto, by Villas-Boas & Moss Literary Agency, on behalf of L’Autre Agence.

PublishersMarketplace anunciou a contratação dos direitos de LA BARAQUE DES PRÊTRES, de Guillaume Zeller, pela brilhante editora Luciana Pinsky, da Contexto. Livro da Tallandier na França, que VB&M representa para o Brasil em nome de L’Autre Agence, terá como título na edição da Contexto OS PADRES E O NAZISMO, excelente solução encontrada por Luciana, pois a tradução literal certamente não soaria bem em português. Trata-se de um relato avassalador da experiência dos padres que resistiram ao nazismo e foram presos em Dachau entre 1940 e 1945, um desafio a fé que a maioria deles encarou. No campo de concentração, eles ficavam numa área separada dos outros prisioneiros, que ficou conhecida como “o barracão dos padres”, daí o título original.

9791021004764

Alguns desses padres foram canonizados desde então, mas esse capítulo do Holocausto permanece bastante desconhecido. A caixa de horrores do nazismo a cada novo dia confirma-se inesgotável, mas é fundamental que se continue a publicar e filmar a respeito daqueles tempos apocalípticos: única maneira de as pessoas não se acomodarem aos confortos dos tempos de paz e lembrarem sempre a que horrores e com qual facilidade a humanidade é capaz de chegar.