Tag: A VERDADE É TEIMOSA

Captura de Tela 2017-06-23 às 15.59.50

Um estouro o lançamento de EM NOME DOS PAIS, de Matheus Leitão Netto, ontem, na Saraiva do Ibirapuera, em São Paulo. Na verdade, foi um lançamento em família, porque houve mesa de debate com Míriam Leitão e Vladimir Netto, que, mãe e irmão de Matheus, também têm livros recentes para expor, comentar e assinar.

Como Vladimir ilustrou na matéria do Bom Dia, Brasil, cujo link segue aqui, Matheus trouxe à baila o violento passado recente do país, que prendeu e torturou alguns de seus melhores filhos; ele fala do presente em LAVA JATO; e Míriam aponta para o que há para ser feito tanto em HISTÓRIA DO FUTURO como em A VERDADE É TEIMOSA. Mais de uma pessoa chorou durante as falas de cada um dos membros da família.

https://globoplay.globo.com/v/5959526

Na seção Mercado da Folha de S.Paulo, no fim de semana, A VERDADE É TEIMOSA, último livro lançado por Míriam Leitão, apareceu no segundo lugar da lista de mais vendidos em Teoria e Análise. Até aí nada demais. O interessante foi ver A HISTÓRIA DO FUTURO, de agosto de 2015, ressurgir na lista em quarto lugar.

CAPA_AVerdadeETeimosa_MAIN

Cantamos essa bola; A VERDADE É TEIMOSA reavivaria a atualidade e o interesse de A HISTÓRIA DO FUTURO. A crise adiou o futuro do Brasil, mas não anulou todas as suas possibilidades. A leitura do compêndio maior de Míriam Leitão se faz ainda mais necessária.

Captura de Tela 2017-03-13 às 19.58.05

IMG_9645 IMG_9647

Em trânsito rumo a Berlim, recebo foto de A VERDADE É TEIMOSA, de Míriam Leitão, que a Intrínseca acaba de colocar nas livrarias do país todo. O amigo de décadas José Mário Pereira sempre me abastece de notícias, algumas que me dizem respeito diretamente, como esta, outras apenas de interesse intelectual. Todas informações valiosas.

José Mário elogia a edição do livro de Míriam e manda parabéns pela dedicatória: “para Luciana Villas-Boas sobretudo pela amizade”. Concordo que merecer essa dedicatória de Míriam é mesmo para parabéns. Tenho imenso orgulho dessa amizade.

Essa teia envolvendo José Mário _ que conheci numa mesa com Darcy Ribeiro, quando? 1985? 1986? _ e o livro da Míriam com a tocante dedicatória me pega desprevenida e emociona. Será que algo importa mais na vida do que esse constructo de relações cheias de afeto que atravessam décadas?

IMG_9646