Tag: 2-Seas Agency

Chega amanhã às livrarias da França, pela Allary Éditions, um livro importante e bom de ler que representamos no Brasil em nome da 2-Seas Agency. O título é POUR QUE LA PHILOSOPHIE DESCENDE DU CIEL, “para que a filosofia desça do céu”, que não soa bem em português. Estamos nos referindo ao precioso texto de Alexandre Lacroix como “Filosofia pé no chão”, mas a chamada desse cartaz publicitário da Allary também propicia outros títulos fortes como “filosofia portátil” ou “de mão”.

A mensagem de Lacroix é que os conceitos filosóficos têm origem na vivência humana do dia-a-dia. As pessoas não precisam _ não devem _ temer a filosofia pensando que se trata de algo muito elevado, que intimida, nos faz sentir limitados intelectualmente. A escrita de muitas obras de filosofia criou e disseminou essa imagem, esse bicho papão, o que é uma pena, porque o ser humano precisa e é capaz de refletir filosoficamente em sua vida.

Refletir filosoficamente é pensar criticamente a partir dos acontecimentos do cotidiano. Como diz o release da editora, a filosofia não é uma disciplina escolar, e sim uma emanação da vida.

A proposta de Lacroix é aproximar as pessoas comuns da filosofia. Ele dá o passo-a-passo.

Couv-Pour-que-la-pholosophie-descende-du-ciel-HD-tt-width-326-height-468-lazyload-0-crop-1-bgcolor-ffffff

Clique aqui para acessar as informações do livro no site da Allary. 

Chegaram à agência os exemplares de cortesia de TENTATIVAS DE FAZER ALGO DA VIDA, de Hendrik Groen, que acaba de sair pela Tusquest, selo literário da Planeta Brasil, a quem vendemos os direitos em nome de Marleen Seegers, da 2-Seas Agency. O livro é holandês, publicado originalmente pela Meulenhoff. Sucesso enorme na Europa, muitas centenas de milhares de exemplares vendidos só na Holanda, o livro está traduzido para praticamente todas as línguas do continente, a edição britânica tendo saído há um mês.

img_6607

O herói de TENTATIVAS DE FAZER ALGO DA VIDA é totalmente improvável: um velhote de 83 anos, Hendrik Groen, pois o verdadeiro autor da obra permanece no anonimato. A narrativa é seu diário em um asilo. Como diz o texto de contracapa, lança um olhar terno e hilariante sobre a terceira idade, mas também “um devastador retrato de uma parcela da população esquecida pela família e pela sociedade”.

Com o aumento da população idosa, a velhice virou o tema quente da literatura e do cinema contemporâneos. Por exemplo, Aquarius, um dos melhores filmes brasileiros de safra recente. Aqui da agência com a Editora Record e Carlos Andreazza, A MÃE ETERNA, de Betty Milan. Ou mesmo BOA-NOITE A TODOS, de Edney Silvestre, que aborda o Alzheimer numa mulher de idade nem tão avançada. Os exemplos são muitos, não dá para listar.

41dgtmp-sel

Sai notícia no Publishers Marketplace sobre a venda VB&M de LES VIRTUES DE L’ ÉCHEC (As virtudes do fracasso) e LA JOIE (A alegria), de Charles Pépin, em nome da 2-Seas Agency e da editora francesa Allary, para a Estação Liberdade, de Angel Bonjadsen. O primeiro livro é um ensaio que faz a crítica da ideologia do sucesso, que nos diminui e oprime na contemporaneidade; o segundo, um romance filosófico.

41ifyqz3m-l

Principalmente o primeiro livro, recém publicado na França, é um sucesso com mais de 20 mil exemplares vendidos. Pudera. A leitura vem a calhar numa época extremamente desconfortável para a maioria das pessoas, principalmente os jovens, que vêem todas as portas fechadas mas sofrem uma cobrança desmedida sobre realização e carreira.

Portuguese Brazilian rights in Charles Pepin’s JOY and the nonfiction THE VIRTUES OF FAILURE, to Estacao Liberdade, at auction, in a two-book deal, by the Villas-Boas & Moss Literary Agency in association with Marleen Seegers at 2 Seas Agency on behalf of Allary Editions. Rights previously for THE VIRTUES OF FAILURE to Hanser in Germany, Garzanti in Italy and Niculescu in Romania.