Categoria: LIVROS

21366948_183945352149022_4322994713817255707_o

O premiado escritor paranaense Oscar Nakasato, autor de NIHONJIN, está com agenda cheia neste segundo semestre, repleta de palestras, sobre as quais postaremos em data e hora. Isso é ótimo para o lançamento de seu segundo romance, DOIS, que vai sair pelas mãos seguras da editora Renata Nakano, da Alaúde, em outubro.

DOIS é uma obra-prima da literatura trágica. Narra a subjetividade profunda de dois irmãos que se bicam por toda a vida, e a rivalidade e bronca entre os dois, o conservador e o rebelde, ambos com seus motivos e equívocos, têm um desfecho surpreendente e aterrador. Leitura que fica conosco para sempre.

Abaixo, para os paranaenses, o anúncio de uma palestra sobre NIHONJIN.

Convite

Tema: “Nijonjin” e o processo de identificação do nipo-brasileiro
Local: anfiteatro 1000, 10º andar.
Oscar Fussato Nakasato é professor na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus Apucarana e escritor premiado de contos e romances. Em 2012, Nihonjin venceu o Prêmio Jabuti na categoria romance.

 

Chegou à agência o exemplar tão esperado de THE INVISIBLE LIFE OF EURIDICE GUSMAO, da Oneworld, e acreditem, a edição é ainda mais linda ao vivo.

21371072_959905140815577_2410106867743524490_n

21370999_959905154148909_5649033511261574653_n

Falando em Martha Batalha… a autora foi convidada pela Los Angeles Review of Books para ler trechos de EURÍDICE no evento “New Authors, New Voices” em Hollywood, Califórnia, dia 19 de Setembro. Bom, porque, por sorte, Martha mora não muito longe, em Santa Monica.

Para terminar, as resenhas elogiosas da EURÍDICE inglesa continuam pipocando internet afora. Desta vez, Martha foi elogiada na crítica do site Book Riot.

Riot Roundup: The Best Books We Read In August

The Invisible Life of Euridice Gusmao by Martha Batalha (October 10, OneWorld Publications)

Euridice is a talented girl with big ideas for herself, but when her sister, Guida, elopes and leaves the family staggering at their loss, Euridice sets aside any of her own ambitions and becomes the model daughter, wife, and mother. But you can’t squash that spirit inside of Euridice, and she tries to do both – be the model wife and mother, and also be a writer, a cook, a seamstress, an entrepreneur, anything to settle that restlessness inside. This book is a series of Euridice’s attempts at the life she wants—the life we all know she needs—despite challenges from nosy neighbors, a highly traditional (if confused) husband, and the surprise return of her sister. I think what spoke to me so much about Euridice’s story is the way we try to model ourselves into what others want us to be—quiet and suitable and fine, just fine, always fine—but the way also that Euridice knows that’s all a load of bull. Her strength and scrappiness (this lady is the definition of scrappy) always wins—it always has to. Her journey is such a satisfying one to watch. While the ending of the book is, for me, a bit rushed, the arc of this novel, the writing, the characters, are a joy to read.
—Dana Staves

Eurídice andava meio invisível nas últimas semanas, mas hoje reapareceu no Booklist, um site americano voltado para bliotecários. O mínimo que a resenhista Emily Parker diz de A VIDA INVISÍVEL DE EURÍDICE GUSMÃO, de Martha Batalha, é: “Esse romance de estreia… joga luz sobre membros da sociedade frequentemente negligenciados (pela literatura) e faz retrato tão abrangente e emocionante dos personagens que o leitor fica preso à leitura até o fim do livro.”

eurucide_capa2

CHROMIE-ascencion-du-mont-blanc-6-juin_Page_2-tt-width-326-height-468-lazyload-0-crop-1-bgcolor-ffffff

A bem sucedida start up editorial francesa Allary, que publica Riad Sattouf, entre muitos autores atualmente super populares, e que representamos em nome da 2-Seas, está alardeando L’ASCENSION DU MONT BLANC (A SUBIDA DO MONTE BRANCO), de Ludovic Escande, que chega às livrarias da França amanhã.

O autor é um editor que nunca praticara o alpinismo e sofria de vertigem, mas foi levado a subir o Mont Blanc, na fronteira da França com a Suíça, com dois amigos amantes do esporte, Silvayn Tesson e, bastante conhecido dos brasileiros, Jean-Christophe Rufin, que já foi publicado pela Record e pela Objetiva, autor de VERMELHO BRASIL. O resultado é esse livro delicioso para esportistas, “hikers” ou profissionais da preguiça física. Muito bom de ler.

O escritor de não-ficção Roberto Sander, autor de O BRASIL NA MIRA DE HITLER (Objetiva), entre muitos títulos de sucesso, fechou com o selo Vestígio, da Editora Autêntica, sob a batuta de Arnaud Vin, a publicação de 1968: QUANDO A TERRA TREMEU, a sair em 2018, celebrando o imenso cinquentenário daqueles acontecimentos terríveis, daquele ano vivido no espanto. Sander percorre 1968, dia a dia, mês a mês, indo muito além da crise política e social, dos protestos juvenis e da repressão bárbara em todos os hemisférios e continentes.

Na obra, o autor fala da visita de Mick Jagger ao Brasil, do inédito transplante de coração realizado pelo dr Christian Barnard, das viagens espaciais em preparo à chegada à Lua. Fala de Rio de Janeiro, Paris, Cidade do México e Praga, mas vai também a Cuba, União Soviética, África do Sul e China, passeia pelo mundo todo.

VBM terá muito orgulho de sua pequena participação nesse lançamento, que marcará o próximo ano editorial, com certeza encantando uma juventude ansiosa por conhecer e dominar melhor aquela época, aqueles feitos de seus pais e avós, todas aquelas referências. Abordando 1968 com ângulo tão abrangente, o livro permite uma imersão naquele momento histórico como nenhum outro.

No site da ABI saiu uma primeira entrevista de Sander sobre 1968: QUANDO A TERRA TREMEU. Ótima leitura. Clique aqui para acessar a matéria.

Vale assistir à entrevista de FML Pepper, autora de 13 (Galera Record) e da trilogia NÃO PARE! (Valentina), à jornalista Daniela Lobo, do programa Educa Ação, da TV-Alerj.

A autora de TREZE  e da trilogia NÃO PARE! comparece em grande matéria de hoje do Globo-Niteroi. São os autores niteroienses na Bienal. No caso de Pepper, não só ela é de lá, mas também o TREZE, que se passa na cidade.

A matéria traz a intensa agenda da escritora na Bienal do Rio. No feriado de 7 de setembro, ela estará no estande da Valentina assinando a série NÃO PARE!, acompanhada das Mortes, personagens da trilogia. No dia 9, sua atividade será na Record, que está lançando TREZE, e Pepper vai acompanhada da cartomante que é personagem do romance e lerá o futuro dos fãs da autora no estande da feira. Mas tem muito mais que isso: participação em debates sobre autores independentes, novos escritores bem sucedidos e “Geek e Quadrinhos”.

O-Globo-Niteroi-2-2017-768x546 O-globo-Niteroi-3-2017-768x667 O-Globo-Niteroi-2017-768x822

A GUERRA NO CORAÇÃO DO CERRADO, de Maria José da Silveira, mereceu perspicaz resenha de Taluana Wenceslau no site LeiaMulheres. Taluana é pesquisadora voltada para a participação de mulheres e a representação de gênero na mídia latino-americana.

Lançado pela Record em 2006, o livro de Maria José romanceia a trajetória trágica de Damiana da Cunha, real personagem histórica, índia Paraná que exerceu imensa liderança em Goiás, no século XVIII. O crescimento recente do feminismo e da luta antirracista está felizmente jogando nova luz sobre a obra de Maria José. Seu romance de estreia, A MÃE DA MÃE DE SUA MÃE E SUAS FILHAS, está para sair nos Estados Unidos pela Open Letter e, podemos garantir, tem muita gente no mercado internacional lendo essa narrativa no pdf da tradução inglesa, gentilmente cedido pela editora.

Para ler a resenha na íntegra, clique aqui.

No programa Perfil de hoje à noite, da TV-Alerj, Rogéria Gomes, que desvenda completamente a personalidade e a trajetória de seus entrevistados, conversa com Matheus Leitão, autor de EM NOME DOS PAIS. Todos os detalhes da história do livro, que é também a do Matheus. Saber aos 12 anos que seus pais, Míriam Leitão e Marcelo Netto, haviam sido terrivelmente torturados nas prisões da ditadura militar marcou-o tanto que ficou impossível não compor a narrativa. O Globo noticiou a emissão do programa.

Diga-se que EM NOME DOS PAIS, lançado em maio, já é um sucesso. Recebemos hoje da Intrínseca a melhor das notícias: o aviso de reimpressão. Parabéns, Matheus; parabéns Intrínseca!

IMG_6558

Com um tanto de atraso, em função da agitação da semana passada, repercutimos e festejamos a notícia da coluna do Ancelmo Góis, no Globo, sobre a publicação de LAVA-JATO, de Vladimir Netto, pela portuguesa Saída de Emergência, em abril de 2018. O autor irá a Lisboa e Porto para autógrafos e palestras sobre a luta titânica dos brasileiros contra a cleptocracia e a corrupção.

Taí uma negociação que causou grande alegria à equipe da VBM. Em grande parte consequência da expedição de Anna Luiza a Lisboa, em junho, para visitas a editoras lusas, a venda dos direitos de publicação de LAVA-JATO em Portugal é gratificante pela importância da divulgação internacional do livro de Vladimir e porque se trata de mais um autor da agência com a super parceira Saída de Emergência, que também publica lindamente nossa querida Luize Valente.

(Sobre Luize em Portugal, vem novidade por aí. Aguardem um tico.)