dezembro 2016

1

Brazilian rights to Robert Verkaik’s JIHADI JOHN, to Clarissa Melo at Harper Brazil, by Lara Berruezo at Villas-Boas & Moss Literary Agency on behalf of Oneworld.

Saiu no último Publishers Market Place a venda dos direitos de JIHADI JOHN, de Robert Verkaik, para a Harper Collins Brasil. É a primeira venda de direitos de um livro do catálogo da OneWorld, a charmosa e quentíssima editora britânica, vencedora dos últimos prêmios Booker, que a VB&M representa para o Brasil. É também o primeiro contrato da agência com a HC, uma negociação com a agilíssima editora Clarissa Melo. Outros direitos de tradução de JIHADI JOHN, que vai virar minissérie da BBC, foram para editoras na Holanda, Japão e Finlândia.

images

A capa do livro pela OneWorld

JIHADI JOHN é relato de grandes revelações. Sua proposta é responder à pergunta que o mundo fez no ano passado: quem é o monstro jihadista do Estado Islâmico que aparece em vídeos decapitando prisioneiros da organização terrorista? O perfeito sotaque britânico não deixava dúvidas de onde ele teria vivido até ir para o Oriente Médio engrossar as fileiras do EI.

headlineimage-adapt-1460-high-jihadi_john_111315-1447437569127

Uma das últimas fotos de Jihadi John

Pois o jornalista Robert Verkaik (colaborador freelance do Sunday Telegraph, Sunday Times, Mail on Sunday, Daily Mail e The Independent) fez a única entrevista que se conhece com Jihadi John e revela neste livro como Mohammed Emwazi, um jovem londrino de 26 anos, até então gentil e educado, tornou-se o maior chefe de execuções do Estado Islâmico. Ainda em 2010, Emwazi deu uma entrevista a Robert Verkaik dizendo que o serviço secreto britânico, o MI5, estava destruindo sua vida. Ele queria que sua história fosse contada para conseguir apoio público e para que os serviços de segurança o deixassem em paz.

A investigação de Verkaik busca dissipar o mistério em torno do poder do Estado Islâmico de transformar as pessoas: o que levou um jovem muçulmano ir até e o jornalista para pedir ajuda? Por que ele acabou aderindo ao EI? Escrevendo no dia seguinte ao horripilante, mas não exatamente surpreendente, ataque do Estado Islâmico em um mercado de Berlim, sinto a urgência enorme desse livro. Grande tacada da Harper Collins-Brasil.

0

Brazilian rights to Louise Jensen’s THE SISTER, to Natalia Marques at Editora Gente, by Villas-Boas & Moss Literary Agency, on behalf of Lorella Belli Literary Agency.

Saiu no Publishers Market Place a venda dos direitos brasileiros de THE SISTER (A irmã), de Louise Jensen, para a Gente. Foi uma negociação da VB&M, em nome da agência Lorella Belli, com a editora Natália Marques.

41csvk9nzml

Super suspense psicológico, “A irmã” está vendendo horrores na Inglaterra, território por excelência desse gênero. Aos poucos, o público brasileiro também está embarcando completamente nesse tipo de narrativa, e a contribuição de uma nova geração de autores daqui não deve ser desconsiderada. Principalmente, não dá para negar que Raphael Montes, com sua obra e suas intervenções na mídia _ em especial a coluna em O Globo _, tem sido determinante para formar e configurar essa verdadeira tendência literária e de mercado editorial.

O livro de Louise Jensen conta a história de uma jovem, Grace, que, depois de ver a morte dos pais, perde a amiga querida e, inconsolável, decide procurar a família e outros contatos dela a fim de solucionar alguns mistérios que ficaram. Surge uma jovem dizendo-se irmã da falecida, Anna, e daí em diante a vida de Grace com seu namorado passa a enfrentar problemas e desafios aterradores, numa trama surpreendente e sensacional. Além de números de venda impressionantes na Grã-Bretanha, os direitos de tradução de THE SISTER já foram para algumas das melhores editoras internacionais, como Sperling Kupfer (Itália), Suma (Espanha), Bruna (Holanda), AST (Rússia), Pegasus (Turquia) e outras.

USA. Boston, Massachusetts. 2002. Professor Noam CHOMSKY.[lF][lF]Contact email: New York : photography@magnumphotos.com Paris : magnum@magnumphotos.fr London : magnum@magnumphotos.co.uk Tokyo : tokyo@magnumphotos.co.jp Contact phones: New York : +1 212 929 6000 Paris: + 33 1 53 42 50 00 London: + 44 20 7490 1771 Tokyo: + 81 3 3219 0771 Image URL: http://www.magnumphotos.com/Archive/C.aspx?VP3=ViewBox_VPage&IID=2K7O3R83XKEJ&CT=Image&IT=ZoomImage01_VForm

USA. Boston, Massachusetts. 2002 | photography@magnumphotos.com

O novo livro de Noam Chomsky, que representamos para a Seven Stories Press, REQUIEM FOR THE AMERICAN DREAM, uma análise devastadora do capitalismo e da democracia nos EUA, está vendido por enquanto para dez países.

Entre nossos clientes no Brasil e em Portugal, foi para Bertrand e Presença, que devem lançá-lo praticamente junto com a edição americana, entre abril e maio de 2017. A eleição de Donald Trump aumentou ainda mais o interesse na obra.

OneWorld, a editora britânica quente do momento, ganhou matéria do excelente jornal digital português Observador. O gancho é o segundo prêmio Booker da OneWorld, com o livro do americano Paul Beatty, THE SELLOUT, que veio seguido ao do ano passado, do jamaicano Marlon James, A BRIEF HISTORY OF SEVEN KILLINGS. Como aponta o Observador, esse é um feito raríssimo na história do Booker, mais importante premiação literária de língua inglesa, embora ainda não muito influente no mercado brasileiro. Antes da OneWorld, somente a Faber & Faber conseguiu conquistar dois Booker seguidos.

15220074_1177638658972386_1461146867891665500_n

Dois fatos objetivos ligam a VB&M à OneWorld, além de uma empatia subjetiva. O primeiro fato é que representamos a lista da editora para o Brasil. Acabamos de vender para a Harper Collins Brasil os direitos de publicação de JIHADI JOHN, de Robert Verkaik, impressionante reportagem sobre o jovem britânico que atuou como carrasco do Estado Islâmico, aparecendo encapuzado em terríveis vídeos da organização. O segundo fato objetivo é nosso orgulho por ser a OneWorld a editora de A VIDA INVISÍVEL DE EURÍDICE GUSMÃO, de Martha Batalha, mencionado na matéria do Observador como uma das 30 traduções para a língua inglesa atualmente em processo na editora.

9781780749433_11

O fato subjetivo que nos une são nossa concordância e admiração pela visão literária e editorial de Juliet Mabey, fundadora com o marido, Novin Doostdar, da OneWorld. Na matéria do Observador, ela diz, falando de suas preferências quando recentemente decidiu publicar romances, depois que se firmou como estupenda editora de não-ficção: “Adoro livros brilhantemente escritos com voz e história fortes. Mas procuro sempre aqueles que também dizem alguma coisa importante, que fazem as pessoas pensar e discutir.” Foi o que Juliet e nós da VB&M vimos em EURÍDICE e no trabalho de Martha Batalha.

O que é que a Oneworld tem que as outras editoras não têm?

(LVB)

sub-buzz-29313-1481149063-1

O Buzzfeed listou as mais belas 32 capas de livros de língua inglesa publicados em 2016. Adivinhem qual é capa de livro VB&M que aparece aí.

https://www.buzzfeed.com/jarrylee/the-most-beautiful-book-covers-of-2016

Parabéns, Raphael Montes. A capa de DIAS PERFEITOS criada pela Penguin ficou de fato linda. Com toda sinceridade, juramos que é a nossa preferida entre as 32 eleitas pelo Buzzfeed. Além do mais, como diz o próprio site, julguemos esses livros pela capa e não vamos errar.

sub-buzz-867-1481137988-1

 

Foi legal para a VB&M. MACHADO, de Silviano Santiago, foi capa do Segundo Caderno do Globo.

http://oglobo.globo.com/cultura/livros/em-novo-livro-silviano-santiago-narra-ultimos-anos-de-machado-de-assis-20618575

Dentro do caderno, Nelson Mota consagrou JANTAR SECRETO, de Raphael Montes, em sua coluna.

http://oglobo.globo.com/opiniao/quem-come-quem-20614308

No sábado do New York Times, o suplemento de artes trouxe matéria de capa sobre BLITZED: DRUGS IN NAZI GERMANY, de Norman Ohler, um livro originalmente alemão que vai sair em abril nos EUA, pela Houghton Mifflin Harcourt.

photo

header

Acontece até que a HMH é nossa cliente para o Brasil, mas na verdade representamos essa sensacional reportagem histórica para a alemã Kiwi, e o livro vai sair para a gente pela Planeta também em 2017, uma aquisição de Cassiano Machado e Aída Veiga. Ohler pesquisou durante cinco anos para provar que Hitler drogou suas tropas sistematicamente visando ao sucesso no campo de batalha.

 

As opções VB&M de Natal e Hanukkah bem expostas na Argumento são sobre a mesa da entrada TENTATIVAS DE FAZER ALGO DA VIDA, do holandês Hendrik Groen, lançamento da Planeta, imenso best seller europeu, presente ideal para o pessoal com mais de 50 anos; O REMANESCENTE, de Rafael Cardoso, a trajetória romanceada de seu bisavô da Alemanha, onde ele foi ministro de Weimar, até o exílio brasileiro; MESHUGÁ, de Jacques Fux, sobre a loucura judaica.

img_0813

Na lateral da mesma mesa, uma seleta de thrillers em que brilham o JANTAR SECRETO, de Raphael Montes, e A GAROTA NO GELO, de Robert Bryndza.

img_0814

A equipe da Argumento é muito ligada em thrillers. Raphael Montes tem seu fã-clube por lá, JANTAR SECRETO, pelo grau de violência, gerando muita polêmica. Soubemos que a livreira Laurinha Gasparian leu A GAROTA NO GELO e gostou muito, o que faz com que a equipe toda recomende o livro.

manget_carter

CASTLE CROSS THE MAGNET CARTER, de Kia Corthron, publicado pela Seven Stories Press, cliente da VB&M, conquistou o prêmio de melhor romance de estréia em 2016, atribuído pelo Center For Fiction, instituição ligada à Mercantile Library, de Nova York, dedicada a promover a leitura e a literatura contemporâneas.

landscape-1451938411-elle-index2

Kia Corthron

No blog da agência, há um texto sobre a Mercantile Library, fundada no século XIX por comerciantes da cidade e por eles financiada até hoje.

O romance de Kia é magistral. Acompanha a história dos EUA durante toda a segunda metade do século XX a partir da trajetória de dois pares de irmãos, brancos e negros. O primeiro cresce sob a égide da Klu Klux Klan. O segundo tem como referência um defensor dos direitos civis e a memória familiar de uma avó que morreu linchada.

http://centerforfiction.org/awards/the-first-novel-prize/