Nosso Blog

Captura de Tela 2016-06-08 às 17.10.15

A maior bola fora de análise política que me lembro de ter dado na vida foram minhas previsões sobre a carreira de Donald Trump nas primárias republicanas. Fui muito pela cabeça do Raymond Moss. Ele dizia: “Trump terá todos os votos do ‘trash white male’ (machão-branco-lumpen), mas só esses. Já não existem tantos ‘trash-white-males’ nos EUA.”

Eu acreditei e nem me abalei com suas primeiras vitórias. Imagine, Donald Trump, se conseguir a nomeação republicana, será aplastrado pelo  candidato democrata. Pois é, me dei mal.

Evidentemente, Trump ainda pode perder as eleições de novembro; esperemos que os EUA não sigam exemplos brasileiros de irresponsabilidade e estupidez políticas. Evidentemente também, ele já foi longe demais, muito além da nossa imaginação, pois as eleições presidenciais americanas serão aterradoramente disputadas.

Minha amiga Mirian Goldenberg diz que minha bola fora sobre Trump tira credibilidade de todas as minhas análises políticas inclusive sobre o Brasil, a respeito do que acertei tudo desde muito antes da segunda eleição de Dilma Roussef. Ela está tripudiando em cima de meu erro, mas as grandes amigas podem.

Como eu e todo o espectro de analistas políticos poderíamos ter pensado de maneira diferente? Os EUA são quase 50% negros e latinos, sistematicamente atacados por Trump. As mulheres e os gays americanos são sistematicamente agredidos pelo candidato. Como, com base em quê, aconteceu essa carreira meteórica?

Espaço publicitário neste blog de uma agência literária: só um livro responde a essa pergunta, que preocupa não só os EUA e o Brasil mas o mundo todo – a bio-gráfica TRUMP!, de Ted Rall, publicado nos EUA pela Seven Stories Press, que a VB&M representa para o mercado editorial brasileiro. Rall já é conhecido da gente por SNOWDEN, que saiu em novembro pela WMF. Tomara que seu trabalho fundamental continue sendo divulgado entre nós. Depois de SNOWDEN, ele já lançou BERNIE, mas o desafio mesmo é entender TRUMP!

Comentários ( 0 )

    Deixe um comentário

    O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *