Nosso Blog


O fechamento da tradicional livraria Leonardo da Vinci, no Centro do Rio, foi o gancho para a Globonews/Jornal das 10 fazer uma reportagem sobre a crise do mercado editorial. No espaço reduzido de uma matéria de noticiário de TV, a reportagem conseguiu de alguma maneira distinguir as dificuldades de uma livraria como a Da Vinci, de perfil extremamente elitista, impossibilitada de competir com os grandes varejistas desde o fortalecimento do comércio eletrônico, da maneira como a profunda crise especificamente brasileira está batendo nos editores, que só se salvaram no primeiro semestre graças aos livros de colorir.

Com produção de Christina Cabo, a reportagem de Bernardo Menezes me ouviu (é Luciana escrevendo aqui), e a declaração saiu fazendo sentido, o que nem sempre acontece nessas lapadinhas de reportagens televisivas. Disse lá que os editores só estão querendo contratar e publicar livros que, creem eles, serão percebidos por uma grande massa de leitores como absolutamente fundamentais, indispensáveis. Nesse momento, ou durante a primeira metade do ano, editores acharam _ aparentemente, com razão _ que o fundamental para o leitor seria desestressar com livros de colorir.

Realmente, nenhuma crítica ao editor, é claro. Em um momento de crise em que o governo provoca uma economia adversa a todos os agentes na sociedade, o empresário tem que recorrer ao que está a sua mão para sobreviver, até publicar livros de não-ler. O que não deu para dizer é que no plano cultural, até porque é internacional, esse fenômeno do livro sem texto é patético. A humanidade está realmente regredindo.

O gozado, e só para terminar rapidamente o comentário, é o consumidor pagar preço de livro por esses blocos de colorir. Quem me conhece na intimidade brinca comigo pelo meu hábito de desenhar umas bonequinhas de perfil enquanto assisto palestras, às vezes até conversando, ouvindo o que o outro tem a dizer. Sempre disse que, sem me impedir de prestar atenção em outra coisas, minhas bonequinhas me desestressavam. Recomendo! Sem gastar um tostão em blocos de colorir, desestresso gastando apenas a tinta da Bic. Quem quiser pode colorir também.

http://g1.globo.com/globo-news/jornal-das-dez/videos/t/todos-os-videos/v/crise-no-mercado-editorial-obriga-livrarias-tradicionais-a-fechar-as-portas/4308913/

Comentários ( 0 )

    Deixe um comentário

    O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *