Nosso Blog

shop_logo

7S-Roiphe_comp_no_The_300dpi_1024x1024

 

 

Em nome da Seven Stories Press, vamos começar a representação de um romance magnífico, que está mexendo com o mundo psicanalítico norte-americano e, se publicado no Brasil, vai chacoalhar o nosso também. É o novo livro da feminista Anne Roiphe, The Ballad of the Black and Blue Mind (daríamos o título de “A balada dos deprimidos”), uma narrativa que, tendo Nova York como pano de fundo, conta histórias de ladrões e cleptomaníacos, crianças infelizes, gente que se auto-mutila e que está perturbada quanto à própria sexualidade _ tudo sob o ponto de vista da dra. Estelle Berman, uma psiquiatra que vive e trabalha no Upper West Side.

A dra. Estelle é capaz de perceber sinais de seu próprio declínio, aceitando-o da maneira como observa as idiosincrasias de seus pacientes, uns mais queridinhos que outros. São gente como Justine, filha de um colega, estrela do cinema muito louca, que não consegue deixar de provocar os paparazzi, criando complicações para si; Edith Forman, poeta espaçosa cujos finos livros que publica têm a magreza que ela não consegue conquistar fisicamente; e Anna, uma universitária que se auto-mutila, filha de renomados professores. Há ainda Gerald, o filho de Estelle, que nunca criou com ela a intimidade que tinha com o falecido pai. E agora tem também o neto de Estelle, filho de Gerald, o primeiro a se tocar de que algo muito errado está se passando com a própria psiquiatra.

O romance ganhou uma resenha estrelada da Booklist, legítimo objeto de desejo dos escritores americanos. Diz a publicação: “(o romance) explora o arsenal completo das emoções, motivações e frustrações humanas através do mundo rarefeito daqueles cujo trabalho é decifrar o comportamento da espécie.” Finaliza afirmando que, com uma prosa pungentemente bela e incrivelmente sábia, Roiphe demonstra uma paixão brilhante e aguda pela investigação e pela compreensão da vida humana.

Ficcionista e ensaísta, Anne Roiphe já publicou dezoito livros, desde os romances Up the Sandbox e 1185 Park Avenue até volumes de memórias como Art and Madness e Epilogue. Fruitful foi finalista do National Book Award. Ela colabora frequentemente com The New York Times Magazine, Vogue, Elle; já teve colunas no The New York Observer e no The Jerusalem Post.

Booklist_StarReview_badge

Comentários ( 0 )

    Deixe um comentário

    O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *